Somos um grupo internacional, especializado em consultoria, auditorias e formação, nas áreas da Qualidade, Ambiente, Segurança alimentar, Higiene e Segurança no trabalho, em empresas, entidades e organizações com variadas dimensões e características.

Trabalhamos diretamente com os nossos clientes para os ajudar e orientar na transformação das suas organizações em negócios de alto rendimento.

 
Área Clientes
 
User
 
Password
 
Formação e-Learning
 
 
User
 
Password
Notícias

Qual é o principal objetivo de higiene industrial?

26 de Março

Além das definições acadêmicas da higiene industrial, a finalidade é prevenir doenças relacionadas com o trabalho ou outro efeitos adversos sobre a saúde dos trabalhadores causados por agentes presentes no local de trabalho, através da aplicação de medidas de gestão de risco.

Quais são as principais atividades de um higienista?

Podiamos responder a esta questão, com uma série de outras questões relacionadas com a exposição a agentes químicos, físicos e/ou biológicos:

  • Quem conduz as avaliações de risco?
  • Quem verifica a eficácia das medidas preventivas, por exemplo; a extração local tem uma taxa adequada de captação para o contaminante e o processo aplicado?
  • Quem define as estratégias de medição de poluentes e quem os realiza?
  • Quem conduz um estudo para ajudar a determinar se é uma doença profissional ou se existe algum rico em caso de gravidez ou a amamentação?
  • Quem elabora o relatório de recomendações para controlar os riscos nos negócios?
  • Quem investiga as causas das doenças profissionais?
  • Quem determina o equipamento de protecção individual a ser utilizado no caso de exposição a contaminantes?
  • Quem pode criar um procedimento para trabalhar de forma segura em espaços confinados, onde possam ocorrer risco de deficiência de oxigênio e contaminantes?
  • Quem pode executar ou auxiliar na elaboração de fichas de dados de segurança, no estabelecimento, de cenários de exposição e aplicação de métodos quantitativos para estimar a exposição, etc.?

Apesar de não ser uma lista exaustiva, a resposta à maioria das perguntas é que o higienista industrial pode no seu todo ou em parte, intervir e realizar as atividades descritas em colaboração com outros profissionais.

Como realiza o higienista essas atividades? Através da metodologia sanitária

Todas essas atividades serão realizadas, com pequenas variações, seguindo uma metodologia de higiene, que consiste numa série de tarefas sistemáticas realizadas em várias etapas.

O que essas atividades têm em comum? Além dos requisitos legais, seguir as diretrizes INSHT, UNE, etc... Dispôr dos recursos necessários e do critério profissional e sentido comum do técnico, apoiado por uma série de ferramentas, nas suas qualificações e experiência.

Sentido comum

Muitas vezes não temos em mente, mas o sentido comum é a base que complementa a formação e a experiência. Muitas vezes é adquirido ao longo do tempo.

Felizmente, agora já não se verificam ou é muito raro, sucederem circunstâncias que não tenham já acontecido anteriormete.

Aplicando o senso comum, o próximo passo seria determinar as medidas preventivas para os riscos mais evidentes ou mais fáceis de controlar. Se observarmos um escadote com vários degraus danificados devemos fazer avaliações complexas? efetuamos medições, reparamos ou compramos outro? Para os riscos que não são óbvios ou que a implementação de medidas preventivas têm um custo elevado, normalmente o investimento deve ser justificado avaliando os possíveis efeitos adversos para os trabalhadores, tomando uma decisão mediante as prioridades.

É aí que devemos decidir sobre a possibilidade de realizar medições. Embora a normativa diga que a avaliação de riscos deve ser realizada, há exceções! Sempre que não haja limites para a avaliação, nenhum método de medição ou análise ou quando a prevenção e protecção dos trabalhadores por outros meios é garantida.

Fonte: prevencionar.com.pe

Solicita mais informação